sexta-feira, 28 de março de 2014

Prêmio de Cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro 2012 2013

Prezado Pita Cavalcanti,


Tenho a alegria de informá-lo que pela relevância de seu trabalho para a cultura do Estado do Rio de Janeiro a Cia. teatral Pessoal aí!   foi indicada como um dos concorrentes ao Prêmio de Cultura do Governo do Rio de Janeiro 2012_2013.
  
Uma Comissão Especial e mista, composta por membros da sociedade civil, de notório saber, e membros da Secretaria Estadual de Cultura, nomeada no DOERJ, por resolução da Secretária Estadual de Cultura, indicou dez concorrentes de cada região, dentre os quais está incluído o seu projeto. Caberá à essa Comissão, definir 2 (dois) premiados dos 10 indicados por região. Porém, essas indicações também serão submetidas ao voto popular, que premiará mais 1 (um) concorrente de cada região, resultando em 3 (três) ganhadores por região, sendo trinta premiados no total.  A relação completa com os dez indicados de cada região, encontra-se disponível para votação, no portal da Secretaria: http://www.cultura.rj.gov.br/premio-de-culturaNessa edição serão 3 premiados por região, 2 definidos pela Comissão e 1 fruto do voto popular.

O evento de premiação acontecerá nos dias 09, 10 e 11 de maio de 2014, no Parque Lage, RJ, dentro de uma grande Mostra Cultural, que apresentará diversas manifestações culturais de todo o estado. Será uma oportunidade de apresentarmos um painel da diversidade cultural de nosso estado para todos os cidadãos e instituições.

Prêmio de Cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro 2012_2013, que está em sua terceira edição, nasceu da junção de três premiações estaduais, que unidas, potencializam sua abrangência e prestígio a projetos e/ou instituições, que se destacaram no cenário cultural, nos anos de 2012 e 2013, nos critérios de relevância, abrangência e representatividade, sendo obrigatório que os concorrentes sejam sediados no estado do Rio de Janeiro.

Nessa edição, foi abolida a divisão por categorias para respeitarmos à diversidade cultural do estado. Por isso, optamos por premiar 3 (três) ações culturais por região, sendo adotada a divisão regional do Plano de Cultura, que considera dez regiões, a saber: Costa Verde, Médio Paraíba,  Baixada Litorânea, Centro Sul, Norte, Serrana, Metropolitana Rio, Metropolitana Baixada, Metropolitana Leste e Noroeste.

Qualquer dúvida entre em contato com a Superintendência de Artes desta Secretaria, pelos telefones 21 - 2333-1385 / 2333-1397.

PARABÉNS!!!

  
Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Sobre "O Trombone e o Fuzil"


DEPOIMENTO DE LUIZ GONZAGA DE SOUZA LIMA


(ele nos enviou e eu tomei a liberdade de divulgar aqui. É preciso dizer que o Luiz Gonzaga tem um livro recentemente publicado que é fundamental que seja lido: "A Refundação do Brasil"
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
Prezada Pita, bom dia.
    Passam os dias mas a peça que vocês apresentaram continua na minha lembrança. Meditando esta manhã resolvi escrever brevemente para dizer obrigado. Foi emocionante ver, mais de quarenta anos depois, vocês tratarem da luta que a juventude brasileira combateu como uma coisa de hoje, como um passado que é vivo, que impregna o presente como um elemento perturbador que solicita ser incorporado nas almas de todos, que solicita ser metabolizado politica e culturalmente pela nossa sociedade, e, sobretudo pela nossa juventude. Foi gratificante ouvir nomes de companheiros, e através deles todos os outros,  serem lembrados. Nenhum dos que se foram nem dos que ficaram combateram aquela batalha pela liberdade e pela justiça para ser um dia lembrado. Combateram porque entenderam ser seu dever com o nosso povo, com a história e com a humanidade inteira. Nos tocou um confronto com um regime opressor que se impôs à força, diante dos nossos olhos, ferindo nossas almas e  machucando nossos corações com a brutalidade, aviltando e reprimindo as consciências e as inteligências de todos os brasileiros. A sociedade não podia aceitar. Não podia deixar barato. E não deixou. Acho que estas lutas se inserem na grande tradição de lutas do povo brasileiro em busca de liberdades, de democracia, de autonomia como povo, como cultura, como sociedade e como estado. O teatro de vocês é uma aula de história política e um convite à reflexão sobre nosso país. Acho que devia ser matéria obrigatória nas escolas secundárias da cidade, na cadeira de cidadania. Acho que devia ser apresentada em todas as escolas.
Achei também muito interessante também o modo como vocês incorporaram Petrópolis no roteiro da peça.  Com simplicidade e clareza, estabeleceram os vínculos reais com a repressão. É um diálogo da história com a sociedade de hoje. Com a sociedade real, com a sociedade que constitui o público de vocês, com a sociedade na qual estamos mergulhados. É um diálogo vivo, entre vivos, e fundamental. Mas, e é sempre bom lembrar, que entre esta cidade e as lutas sociais brasileiras existem outros  vínculos, tanto nas antigas lutas que vocês lembraram, quanto porque foi aqui, no Quitandinha, o mais importante congresso da UNE até o golpe ( 61 ? 62?). Foi o congresso que marcou a opção definitiva do movimento universitário brasileiro com o programa de transformações radicais da sociedade brasileira. A Une saiu de Petrópolis como um ator importante na política brasileira daquela época. E foi dos movimentos que davam suporte político ao papel da UNE que surgirão as organizações revolucionárias que combateram a ditadura.
Eu também achei  genial o texto  criar, no âmbito da família, talvez o único possível, o  vínculo entre a juventude petropolitana de hoje e os fatos daquela época. Parabéns e Parabéns. Para você, seu companheiro e para os dois jovens atores. Mas sobretudo, querida amiga, muito obrigado. Obrigado pela emoção que me proporcionou e obrigado pela contribuição que estão dando com este trabalho à uma vida cidadã e consciente.
Com um abraço forte e fraterno de
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
Luiz Gonzaga

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

FESTA DE ANIVERSÁRIO





PESSOAL 25 anos

25/11 Sexta-Feira 19:00h

“Perdão, volto já”

Leitura dramatizada com “Os Leitores” e

Histórias do Pessoal Aí - (Entrada Franca)

26/11 Sábado 19:30h

“Vendedores de Ilusão” Peça Teatral

Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00

27/11 Domingo 18:30h

“Petrópolis em Revista”

Leitura dramatizada e Confraternização

(Entrada Franca)

Teatro Afonso Arinos - Centro de Cultura

Apoio: Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis

Vem aí "Vendedores de Ilusão"


Na festa dos 25 anos do Pessoal Aí teremos a volta dos "Vendedores de Ilusão"!!!

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Petrópolis no 6º Salão de Turismo



Charles Rossi, "Santos Dumont" (ator Sylvio Costa Filho) e o Secretário do estado do Rio de Janeiro, Ronald Azáro

Petrópolis em dose tripla

Começou ontem (13/07), em São Paulo, o 6º Salão Nacional do Turismo que este ano vem apostando na venda de pacotes turísticos a preços atraentes, trazendo muitas novidades.
Para este ano são esperados até domingo (último dia do evento) mais de 100 mil visitantes que conhecerão as últimas novidades em destinos, o melhor da gastronomia, os talentos da moda e do artesanato, além de ter a oportunidade de participar de encontros de negócios e palestras com especialistas na área.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis em parceria com o Petrópolis Convention & Visitors Bureau, levam para o Salão do Turismo as belezas da Cidade Imperial através de seu estande oficial. A cidade também está sendo representada pela TurisRio, no espaço Mercado Sudeste, onde além da divulgação das principais cidades turísticas da região, também ocorrem shows e degustações de comidas típicas.

O Ministério do Turismo também esta fazendo a sua homenagem à região serrana, através da Praça da Serra dos Órgãos, onde o visitante pode levar a sua lembrança da Petrópolis, tirando fotos de uma réplica do 14 Bis, de uma Victória ou mesmo com o Museu Imperial ao fundo. Isso sem contar a presença “em pessoa” de Santos Dumont. Contratado pela FCTP para ajudar na divulgação da cidade, o ator Sylvio Costa Filho que, há mais de 10 anos encarna o personagem, é sucesso por onde passa.

“É um orgulho ver Petrópolis tão bem representada no maior evento especializado em turismo deste ano. Espero que o nosso destino cresça ainda mais depois da participação da cidade em mais esta edição do Salão Nacional de Turismo”; declarou Charles Rossi, presidente da FCTP.

Crédito fotos. Isabela Lisboa